5 exemplos de como a paternidade muda o cérebro de um homem

Posted by on 10 / ago / 2015 in Curiosidades Paternas | 0 comments

4 Flares Twitter 1 Facebook 3 Filament.io 4 Flares ×

paideprima

A paternidade pode mudar a vida de um homem. Mas você sabia que ela também muda seu cérebro? Especialistas acreditam que isso acontece para equipar pais com o mesmo “sentido do bebê” que é muitas vezes atribuído às mães.

Do ponto de vista do reino animal, health pais humanos são incomuns. Pertencem a um grupo de menos de 6% de espécies de mamíferos nas quais os pais desempenham um papel significativo na criação da prole. Nestas espécies, cheap o cuidado paternal muitas vezes envolve os mesmos comportamentos do maternal, com a exceção da enfermagem.

Mas como é que a paternidade muda o cérebro de um homem? A ciência só recentemente investigou os mecanismos neurais e hormonais do cuidado paternal, mas até agora as evidências sugerem que os cérebros das mães e pais usam um circuito neural semelhante ao cuidar de seus filhos. Mães e pais também passam por mudanças hormonais semelhantes ligadas ao seu cérebro.

O cérebro dos papais muda das seguintes formas:

O cérebro do pai fica parecido com o da mãe

Cuidar de uma criança remodela o cérebro dos pais, fazendo-os mostrar os mesmos padrões de engajamento cognitivo e emocional que são vistos nas mães. Em um estudo recente, pesquisadores analisaram a atividade cerebral de 89 novos pais enquanto eles assistiram a vídeos, incluindo alguns com os próprios filhos. O estudo analisou as mães que tinham o papel de principais cuidadoras dos filhos, pais que ajudavam a cuidar dos filhos e pais gays que criavam uma criança sem a figura feminina da mãe.

Todos os três grupos mostraram ativação de redes cerebrais ligadas ao processamento emocional e compreensão social. Em particular, os pais que eram os principais cuidadores de seus filhos mostraram o tipo de ativação no processamento emocional visto principalmente em mães que desempenham esse papel. Os resultados sugerem que há uma rede do cérebro comum a ambos os sexos.

Pais experimentam alterações hormonais

Gravidez, parto e amamentação, todas essas coisas provocam alterações hormonais em mães. No entanto, os pesquisadores descobriram que os homens também sofrem mudanças hormonais quando se tornam pais.

Estudos em animais e seres humanos mostram que os novos pais experimentam um aumento nos hormônios estrogênio, oxitocina, prolactina e glicocorticoides, de acordo com uma recente revisão de estudos realizada pela psicóloga Elizabeth Gould e seus colegas da Universidade de Princeton, em Nova Jérsei, nos Estados Unidos.

De acordo com os pesquisadores, o contato com a mãe e os filhos parece induzir as mudanças hormonais nos pais. Nos seres humanos, pais que demonstram mais carinho para com seus filhos também tendem a ter níveis mais altos de oxitocina.

Os efeitos de paternidade sobre os níveis de testosterona são menos claros. Papais humanos mostram uma diminuição da testosterona, o que os pesquisadores acreditam que pode servir para fazer com que os pais fiquem menos agressivos, aproximando-os de seus filhos. Mas alguns pais roedores mostram um aumento nos níveis de testosterona, o que está possivelmente ligado ao seu comportamento de proteção elevado.

Ainda não está claro até que ponto essas mudanças de testosterona são a causa ou o resultado de diferentes comportamentos parentais. “No entanto, o contato infantil em si parece modular sistemas endócrinos e ativar circuitos neurais nos pais de uma maneira que é muito semelhante ao das mães”, escreveram os pesquisadores em seu estudo, publicado em outubro de 2010, na revista Trends in Neurosciences.

Um sopro de oxitocina aumenta o vínculo pai-bebê

Embora pais que participam na educação dos filhos mostrem um aumento nos níveis de oxitocina, também ocorre o inverso; o aumento nos níveis do hormônio parece aumentar o contato com as crianças. Em um estudo recente, os pesquisadores descobriram que uma dose do “hormônio do aconchego” deixa os pais mais “engajados” enquanto brincam com seus filhos, e as crianças também ficam mais receptíveis.

Isso significa que um spray de oxitocina torna um pai presente e carinhoso? Ainda não. Os investigadores avisam que este hormônio tem uma variedade de efeitos sobre o comportamento, e nem todos são positivos.

Novos neurônios no cérebro do pai

A paternidade também afeta pais no nível neuronal. O nascimento de uma criança parece induzir o desenvolvimento de novos neurônios no cérebro dos pais, pelo menos foi o que estudos com animais concluíram.

Os pesquisadores dizem que esses novos neurônios podem se desenvolver em resposta ao que os cientistas chamam de riqueza ambiental, ou seja, a nova dimensão que a criança traz para a vida de um pai.

Estudos descobriram que as ratazanas que estavam com seus filhotes apresentaram maior crescimento celular na região do hipocampo do cérebro, que está ligada à memória e à navegação. Outros estudos descobriram que os novos neurônios nas regiões olfativas do cérebro permitem que pais camundongos reconheçam seus filhotes.

Papais se tornam sensíveis às vozes de seus filhos

Embora seja geralmente pensado que um “instinto materno” torna as mães incrivelmente boas em identificar os berros únicos de seus bebês, um estudo recente sugere que, de fato, os pais são tão bons nisso quanto as mães.

Para comparar o desempenho dos pais na detecção do choro do bebê, pesquisadores pediram a 27 pais e 29 mães que identificassem os gritos de seus bebês entre os gritos de cinco crianças. Em média, pais e mães foram capazes de detectar quais eram seus bebês em cerca de 90% das tentativas, e os homens foram tão bem quanto as mulheres.

 

fonte: http://hypescience.com/

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *